Projeto Boto-Cinza

O Projeto Boto-Cinza (PBC) foi o primeiro projeto a ser criado oficialmente pelo Instituto de Pesquisas Cananéia (IPeC), em 1999. Porém suas atividades tiveram início muito antes, quando, em meados da década de 80, o Professor Emygdio Monteiro-Filho, diretor geral e um dos fundadores do IPeC, realizava atividades de pesquisa a respeito do boto-cinza e outras espécies na região de Cananéia, litoral do Estado de São Paulo. O desenvolvimento destas atividades de pesquisa deu origem a uma das primeiras teses de doutorado com cetáceos no Brasil.

Embarcação de apoio à pesquisa Lobo-Marinho. Primeira embarcação de pesquisa do IPeC, que ajudou a fortalecer as atividades com o boto-cinza e outras espécies. Foto: Acervo IPeC.

Os anos se passaram e muitos pesquisadores fizeram parte do PBC. Foram inúmeras pesquisas individuais, como trabalhos de conclusão de curso, dissertações de mestrado e até mesmo teses de doutorado, que contribuíram para a coleta de uma série de informações a respeito da espécie. Em 2008 essas informações foram consolidadas em um livro intitulado “Biologia, Ecologia e Conservação do Boto-cinza”.


Livro-texto Biologia, Ecologia e Conservação do Boto-Cinza. O Livro foi organizado por Emygdio Leite de Araujo Monteiro Filho e Karin D. Kempers de Araujo Monteiro e conta com a participação de vários pesquisadores da área.

Além das atividades de pesquisas, o PBC reuniu diversos pesquisadores na busca por meios de financiamento e incentivo para manutenção das atividades do projeto. E em 2011 o PBC foi contemplado com o patrocínio da Petrobras, através do edital de seleção público do chamado Programa Petrobras Ambiental.

Pesquisadores em pesquisa de campo para observação e registro do comportamento do boto-cinza no estuário de Cananéia, Estado de São Paulo.

Nessa oportunidade foi evidente o grande salto do projeto no quesito disponibilidade de recursos para pesquisa. Com esse apoio financeiro foi possível a compra de equipamentos de ponta, embarcação de pesquisa, suporte financeiro a pesquisadores por meio de bolsas de pesquisa, além da oportunidade de alcançar comunidades mais distantes com a intensificação das atividades de educação ambiental, que se concentraram nas escolas da rede pública de ensino, mas também puderam ser levadas para comunidades mais distantes do centro de Cananéia, por meio dos Cruzeiros EducArt.

Apresentação cultural para crianças durante edição do Cruzeiro EducArt realizado na comunidade do Marujá na Ilha do Cardoso, Cananéia – SP.

 

Em 2020 o Projeto Boto-Cinza pode contar novamente com o patrocínio da Petrobras, desta vez, através do Programa Petrobras Socioambiental. Agora as ações do projeto são focadas em quatro importantes pilares: A Pesquisa científica, a Educação Ambiental, as ações de Políticas Públicas e o desenvolvimento do Programa Jovem Pesquisador.

Nas próximas postagens do blog você terá a oportunidade de conhecer um pouquinho mais sobre as ações específicas para cada um desses pilares. Vamos apresentar qual o foco das pesquisas desenvolvidas, as metodologias trabalhadas nas ações de educação ambiental, como vamos atuar e agir em defesa de políticas públicas que visem a conservação do boto-cinza e também do Lagamar na região, além de poder acompanhar o dia a dia das atividades dos nossos Jovens Pesquisadores, através de suas próprias palavras.

Todas as atividades do IPeC, e também do PBC, são realizadas respeitando a cultura local e a realidade de cada indivíduo. O objetivo principal das nossas atividades como uma instituição de pesquisa é a Conservação da Vida Selvagem. Entendemos que essa conservação se faz com a participação de todos os atores da sociedade e nós, como pesquisadores, temos a oportunidade de trabalhar em meio a natureza e o dever de repassar todo nosso conhecimento adiante.

Fique ligado e acompanhe nossas mídias sociais para saber de todas as novidades do projeto diariamente.

 

IPeC abre vaga para área de comunicação

Com um novo projeto em andamento o IPeC intensificará as atividades de educação ambiental, pesquisa e atividades socioambientais! Para isso, estamos juntando esforços e buscando por pessoas que possam agregar à nossa equipe conhecimentos distintos e necessários para a realização de um ótimo trabalho!

Você é jornalista, diagramador, artista gráfico e/ou designer e tem paixão pela natureza? Você se inspira ao estar em contato com os animais e com o meio ambiente? Que tal morar numa cidade marcada por história e inserida num dos maiores estuários do mundo, e ainda por cima unir o seu esforço ao de pesquisadores e educadores ambientais em uma instituição que atua há mais de 30 anos na conservação da natureza?

Se você é essa pessoa e tem vontade de construir uma história com a gente, aproveite esta oportunidade e participe da nossa seleção enviando sua documentação para o email informado até o dia 22 de março/2020!

IPeC abre vagas para voluntários em dois setores

O IPeC está com vagas abertas para voluntários que queiram trabalhar conosco entre os meses de maio e julho! As vagas são para o setor TÉCNICO e da REABILITAÇÃO.
 
Os editais são diferentes, para isso você pode avaliar quais atividades mais se encaixam no seu perfil!
 
  • É necessário que o candidato tenha disponibilidade para ficar conosco durante todo o período proposto!
 
  • O IPeC oferece alojamento e auxílio-alimentação como contrapartida pelo voluntariado!

Para ter acesso aos editais e à carta de recomendação, basta clicar nos links abaixo.

 

Edital setor Técnico

 

Edital setor Reabilitação

 

Carta de Recomendação

Vaga aberta para Técnico em Necropsia

 

Necropsia de boto-cinza realizada no CRDAM do IPeC

 

O IPeC está com vaga aberta para Técnico em Necropsia, no setor de Necropsias do Centro de Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos.

Para preencher o cargo é necessário seguir os seguintes pré-requisitos:
• Profissional de nível superior, preferencialmente graduado em medicina veterinária;
• Ter experiência comprovada com necrópsia de animais silvestres/marinhos e patologia clínica de mamíferos, aves e répteis marinhos (preferencialmente);
• Ter preferencialmente experiência com reabilitação e manejo de animais silvestres/marinhos;
• Possuir facilidade e proatividade para trabalhar em equipe multidisciplinar;
• Apresentar capacidade de comunicação e organização;
• Demais especificações, vide edital.

Entre as atividades a serem desenvolvidas, estão:
• Auxiliar o médico veterinário necropsista na realização de necrópsias de aves, répteis e mamíferos marinhos nas instalações do Centro de Reabilitação e em campo;
• Realizar a triagem, preparação e fixação de amostras coletadas das carcaças que passam por necrópsia;
• Descontaminar utensílios utilizados na coleta de amostras do próprio IPeC e de outras instituições;
• Planilhar dados, preencher fichas de necrópsia, elaborar relatórios e inserir dados na plataforma SIMBA atendendo rigorosamente os prazos estabelecidos;
• Realizar o resgate de carcaças de animais em campo;
• Organizar os materiais e equipamentos utilizados em campo e no centro de reabilitação;
• Demais atividades, vide edital

Para acessar o edital, clique no link abaixo:

Edital_Técnico_Necropsia

IPeC abre vaga de voluntariado no de setor de Técnicos de Campo

O IPeC está com vagas abertas para a nova turma de voluntariado 2020, no setor de TÉCNICOS DE CAMPO.
Para participar, o candidato precisa estar cursando ou ter, no máximo, 01 ano de formado nas áreas de biologia, veterinária, oceanografia, zoologia ou afins.

As inscrições vão até às 23h59 do domingo (09.02) e só serão validadas com o envio de toda a documentação solicitada!
Os candidatos devem ler o edital com atenção para não correr o risco de desclassificação.

Para fazer o download do edital e da carta de recomendação, acesse os anexos abaixo:

Edital Voluntariado – Técnicos de Campo

Carta de Recomendação