IPeC comemora o Dia Mundial da Tartaruga

Hoje é Dia Mundial das Tartarugas e o IPeC não poderia deixar de fazer a sua homenagem a esses animais que fazem parte do nosso dia a dia.

Você sabia que as tartarugas são répteis? Elas possuem a pele coberta por escamas e têm o sangue frio, assim como os jacarés e as cobras. Muitas pessoas acreditam que sua carapaça (conhecida como casco) não faz parte do seu corpo. Na verdade as tartarugas não conseguem se desprender dessa estrutura, já que ela faz parte do seu esqueleto.

As tartarugas são divididas em três grupos: terrestres (jabutis), semi-aquáticas (cágados) e aquáticas (tartarugas-marinhas). O Projeto Tartarugas, conduzido pelo IPeC dentro do Programa de Pesquisa da Vida Selvagem, monitora a ocorrência, sobretudo da tartaruga-verde nas águas do estuário de Cananéia e Paranaguá desde 2002. Dentro do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), a nossa equipe tem contato direto com as tartarugas-marinhas e é possível constatar que, infelizmente, esses animais correm sérios riscos de desaparecer devido à interferência do ser humano na natureza.

O lixo que produzimos, as redes de pesca, a caça e todo o tipo de poluição dos mares vem reduzindo as chances de sobrevivência desses animais que já enfrentam naturalmente vários predadores como aves marinhas, peixes, tubarões, entre outros.

Se uma fêmea, durante seu período reprodutivo, em um ano colocar hipoteticamente 1000 ovos, somente em torno de 20 desses filhotes possivelmente chegarão à fase adulta. No entanto, com a interferência do ser humano, dos quase 1000 ovos, apenas DOIS animais sobrevivem.

Em todo o mundo, existem sete espécies de tartarugas marinhas. Dessas, cinco espécies ocorrem no Brasil e todas elas estão ameaçadas de extinção. As espécies encontradas por aqui são:

  • Lepidochelys olivacea – nome popoular: tartaruga-oliva / tamanho adulto: aprox. 1m.
  • Dermochelys coriácea – nome popoular: tartaruga-de-pente / tamanho adulto: aprox. 1,20m.
  • Caretta caretta – nome popular: tartaruga-cabeçuda / tamanho adulto: aprox. 1,30m.
  • Chelonia mydas – nome popular: tartaruga-verde / tamanho adulto: aprox. 1,50m
  • Eretmochelys imbricata – nome popular: tartaruga-de-couro / tamanho adulto: aprox. 2,40m.

 

Entre os anos de 2015 e 2016, 84% das tartarugas encontradas pela equipe do IPeC nas praias da Ilha Comprida, Ilha do Cardoso e Iguape, vieram a óbito por causa do lixo. É um número assustador que retrata quão perigosa é a intervenção do ser humano na natureza.

O IPeC realiza atividades de educação ambiental nas escolas e comunidades locais, para conscientizar a população sobre a importância de se preservar o meio ambiente!

No mês de junho, realizaremos um evento em homenagem às tartarugas, aqui em Cananéia. Em breve divulgaremos mais informações.

 

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Pólo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos mortos.