Bióloga do IPeC participa de Seminário Nacional sobre Combate ao Lixo no Mar

Em novembro a bióloga do IPeC, Shany Nagaoka, participou do I Seminário Nacional sobre Combate ao Lixo no Mar, que foi promovido pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (ONU Meio Ambiente) e Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (IOUSP), com o apoio da organização World Animal Protection e do Consulado Geral da França no Rio de Janeiro.

A realização do seminário foi fruto de um compromisso voluntário que o Brasil assumiu em junho de 2017 durante a Conferência dos Oceanos em Nova York, para desenvolver políticas públicas para mitigar o problema. O seminário foi o primeiro passo do processo de elaboração do Plano Nacional de Combate ao Lixo no Mar, a ser desenvolvido pelo governo federal previsto para junho de 2018. A estratégia nacional reconhece a urgência do tema e a necessidade do esforço organizado de todos os setores da sociedade.

Durante o seminário, pesquisadores apresentaram os resultados de estudos do impacto de macro e microplásticos na biodiversidade marinha e representantes do governo e de empresas apresentaram ações já em curso para redução desse impacto. Também foram temas de painéis, as estratégias de sensibilização, a formação de redes e frentes parlamentares e a cobertura da imprensa sobre o tema. Abaixo, os 5 painés discutidos durante os dois dias de seminário.

  • Painel 1 – Impactos Socioeconômicos e ambientais causados pelo lixo no mar
  • Painel 2 – Caminhos para o combate ao lixo no mar
  • Painel 3 – Ações em curso: soluções e boas práticas de combate ao lixo no mar
  • Painel 4 – Desafios da pesquisa sobre o lixo no mar
  • Painel 5 – Desafios da mobilização para o combate ao lixo no mar